Epidemiologia das lesões na mucosa oral encontradas na clínica da Funorte

  • DANIANNE SANTOS COSTA
  • SABRIANE ARIELY CAMPOS
  • FRANCIELLE VIEIRA SOUZA
Palavras-chave: Epidemiologia. Lesões na mucosa oral. Patologia. Diagnóstico.

Resumo

Os levantamentos epidemiológicos são importantes para o conhecimento da prevalência e tipologia das doenças de uma determinada população, contribuindo para que o cirurgião dentista se torne mais apto a desenvolver métodos preventivos de saúde. Esse estudo teve como objetivo realizar um levantamento epidemiológico, das lesões bucais mais prevalentes em uma população atendidas em um setor Odontológico. O estudo apresentou caráter retrospectivo, descritivo, documental e quantitativo. Foram analisados 300 prontuários de pacientes atendidos na clínica de diagnóstico bucal da Funorte, para verificar a prevalência de cada lesão e a frequência em relação às variáveis de interesse: gênero, idade, raça, procedência, profissão, escolaridade, higiene bucal, hábitos parafuncionais, região anatômica acometida e lesões diagnosticadas. A lesão mais frequente foi a hiperplasia fibrosa inflamatória e a área anatômica mais acometida foi a mucosa lábio inferior, com predomínio do gênero feminino e idade média de 46 anos.

Publicado
2018-10-04
Como Citar
COSTA, D., CAMPOS, S., & SOUZA, F. (2018). Epidemiologia das lesões na mucosa oral encontradas na clínica da Funorte. REVISTA DO CROMG, 16(1). Recuperado de http://revista.cromg.org.br/index.php/rcromg/article/view/39
Seção
Artigos