Influência do torque de instalação do transferente nos procedimentos de moldagem do implante de hexágono externo

  • LUISA CARVALHO PIRES
  • BRUNO FERREIRA LOURENÇO
  • DIEGO CUNHA FONTOURA
  • VINICUS MAGALHAES BARROS
  • WALISON ARTHUSO VASCONCELLOS
  • RICARDO ROGRIGUES VAZ
Palavras-chave: Técnica de moldagem odontológica. Implantação dentária. Prótese dental implanto-suportada.

Resumo

O objetivo do presente estudo foi avaliar a influência do torque de instalação do transferente de moldeira aberta sobre o implante de hexágono externo através da verificação da adaptação vertical. Uma base de alumínio no formato retangular com um orifício central foi utilizada para fixação de um implante de hexágono externo com plataforma de 4.1mm e comprimento de 11.0mm (Implante Titamax Ti; Neodent, Curitiba-PR, Brasil). Foram utilizados cinco transferentes para os dois grupos, sendo que no grupo I, os transferentes foram aparafusados ao implante na base metálica através do torque manual e no grupo II os transferentes foram adaptados e aparafusados ao implante na base metálica com o auxílio de uma chave digital e submetidos ao torque de 10N.cm com auxílio de um torquímetro, conforme recomendação do fabricante. Para mensuração da adaptação vertical utilizou-se microscópio óptico comparador (Mitutoyo, modelo TM 500) com aumento de 40 vezes. Os resultados revelaram uma média de desadaptação vertical estatisticamente significante (p=0,001) com 14.025µm para o grupo I e 13.025µm para o grupo II. A técnica utilizando os transferentes aparafusados com torque de 10N.cm apresentou melhor adaptação vertical.

Publicado
2017-12-12
Como Citar
PIRES, L., LOURENÇO, B., FONTOURA, D., BARROS, V., VASCONCELLOS, W., & VAZ, R. (2017). Influência do torque de instalação do transferente nos procedimentos de moldagem do implante de hexágono externo. REVISTA DO CROMG, 15(1). Recuperado de http://revista.cromg.org.br/index.php/rcromg/article/view/59
Seção
Artigos