Prevalência de lesões de mucosa bucal em pacientes em tratamento da toxicomania em dois centros de referência na cidade de Belo Horizonte

um estudo piloto

  • RAFAEL RODRIGUES BARROS
  • LEONARDO DUTRA COSTAS
  • DIELE BARRETO ARANTES
  • DANIELA GOURSAND JR
  • SANTUZA SOUZA MENDONÇA
  • CINTHIA FONSECA PACHECO
Palavras-chave: Mucosa Bucal. Toxicomania. Drogas ilícitas.

Resumo

Droga é toda e qualquer substância, natural ou sintética que, introduzida no organismo modifica suas funções, podendo ser classificada no âmbito da legislação brasileira como lícita ou ilícita. Uma vez que é descrito na literatura que o uso de determinadas substâncias pode causar alterações clínicas na mucosa bucal, o presente trabalho teve como objetivo a identificação e diagnóstico das alterações na mucosa bucal de indivíduos em tratamento da toxicomania, em dois centros de referência para o tratamento de dependentes químicos na cidade de Belo Horizonte (MG). Para participar do estudo o indivíduo deveria fazer uso de, pelo menos, um tipo de substância ilícita. Para a realização da pesquisa foi feita uma coleta de dados referente aos hábitos dos participantes quanto ao consumo de diversas substâncias químicas, assim como uma descrição detalhada das alterações na mucosa bucal, encontradas nos mesmos. Alterações na mucosa bucal foram encontradas em 12 dos 74 participantes, os quais foram encaminhados para realização de diagnóstico e tratamento. Embora apenas um desses pacientes encaminhados tivesse procurado tratamento, uma descrição do perfil de utilização de substâncias químicas foi traçado para os participantes da pesquisa a fim de se tentar correlacionar o tipo de substância utilizada com a alteração na mucosa bucal encontrada.

Publicado
2017-12-12
Como Citar
BARROS, R., COSTAS, L., ARANTES, D., JR, D., MENDONÇA, S., & PACHECO, C. (2017). Prevalência de lesões de mucosa bucal em pacientes em tratamento da toxicomania em dois centros de referência na cidade de Belo Horizonte. REVISTA DO CROMG, 15(1). Recuperado de http://revista.cromg.org.br/index.php/rcromg/article/view/60
Seção
Artigos